A inovação da gestão para um mundo sustentável

Há necessidade de uma mudança cultural na sociedade e conseqüentemente, da gestão de suas organizações, sejam elas publicas ou privadas.

Uma serie de fenômenos complexos tem desafiado e impactado a humanidade no século XXI. O surgimento de uma rede global de relacionamentos, as inovações tecnológicas, as crises financeiras, bem como importantes questões sociais e a gravidade dos impactos ambientais evidenciam que é insustentável o atual modelo de desenvolvimento econômico baseado na cultura do consumo.

A necessidade de um crescimento sustentável em todas as suas dimensões e da gestão de inovações para esse fim tornaram-se alguns dos temas mais importante da administração das empresas na ultima década. Os esforços atuais para a solução desses desafios, na maioria dos casos , diminuem apenas temporariamente os processos globais de degradação ambiental e desigualdade social, gerando ainda pouca contribuição efetiva para o desenvolvimento sustentável de toda a humanidade. Medidas mais comumente aceitas, tal como a redução da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera são relevante para a amenização do aquecimento global. Entretanto isso não é o suficiente, uma vez que a magnitude absoluta dos problemas cresce em escala global com o crescimento da sociedade.

O processo atual de desenvolvimento é mais uma adaptação do cenário e que a sociedade vive do que uma visão atual para o futuro. Em uma sociedade fundamentada na cultura de consumo e no crescimento exponencial do uso dos recursos naturais, o foco dos esforços  para o desenvolvimento sustentável, hoje em dia, tem sido a remediação gradativa dos sintomas não solução das suas causas fundamentais.

Diante dessa situação, há necessidade de uma mudança cultural da sociedade e, conseqüentemente, da gestão de suas organizações, sejam elas publicas ou privadas. A humanidade e suas organizações são sistemas vivos, integrantes de ecossistemas complexos e adaptativos em nosso planeta, com os quais interagem e dos quais dependem. É preciso garantir que essa visão sistêmica seja incorporada ao processo criativo de gestão e inovação e que o ideal de sustentabilidade seja seu principal objetivo.

O conflito entre o que é desejável para a sociedade é o que é aceito pelo individuo está presente em quase todos esses desafios. O maior de todos – salvar o planeta maximizando o bem estar coletivo – não poderá ser resolvido apenas com inovação tecnológica. É necessário promover a gestão de maneira global (incluindo das organizações , a sociedade e o planeta), proporcionando a cooperação entre todos em harmonia com o meio ambiente. Para isso torna-se importante  gerir a criatividade da espécie humana, refinando e ampliando nossa capacidade de cooperar e inovar na gestão das organizações.

Fonte de Informação: Revista guia de Negocios